terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Em busca da dieta certa





As férias acabaram, o verão está aí e você fez de tudo para estar de dieta. Entre dieta da lua, da sopa, do abacaxi... tem gente que faz qualquer loucura para queimar uns quilinhos. Mas, a “recompensa” das dietas radicais é o inevitável efeito sanfona – o peso vai e volta em dobro. Sem falar do mal que cardápios restritivos na base de um alimento só podem fazer para a saúde física e psicológica. Ou seja, quando você transgride as regras básicas da boa alimentação para tentar emagrecer ultra-rápido, o corpo e a mente reclamam, emitindo sinais de alerta para chamar sua atenção. São aqueles sinais básicos que  te deixam de mau humor ou com dor de cabeça e você os relacionam apenas com stresses.

 Os especialistas Tânia Rodrigues, da RGNutri Consultoria Nutricional, Mônica Beyruti, da Clínica Alfredo Halpern, e Marcia Daskal, da Recomendo Assessoria em Nutrição e Qualidade de Vida, em São Paulo fizeram uma relação de dicas para quando você se sentir cansado logo nos primeiros dias e não conseguir desistir do chocolate. Segundo eles, são sinais de uma dieta mal feita.  Aprenda como vencer esses e outros desafios com os feras da nutrição que decifram muito bem esses sinais e mostram onde está o erro.










1. Fico mal-humorada e irritada

> Não existe coisa pior do que se irritar com tudo, não é? Mas, você já se perguntou porque isso acontece?  Então vamos as Causas: você deve estar comendo pouquíssimo carboidrato, que funciona como matéria-prima para a fabricação de serotonina, o neurotransmissor que controla o humor. Além disso, estudos mostraram que cortar radicalmente pães, massas e arroz, como sugere a dieta do dr. Atkins, provoca enjôo e cansaço, o que deixa qualquer uma aborrecida. 

> Solução: para emagrecer sem perder o bom humor, inclua carboidrato em todas as refeições. O ideal é que represente entre 45 e 50% das calorias e, de preferência, que venha das massas e cereais integrais, frutas in natura ou secas, verduras e legumes. 



2. Sinto muita dor de cabeça

> Esse sintomas deve ser uns dos campeões! Confesso que também passei por isso, e não é  muito agradável. Vamos saber como evitá-las? Causas: quem se alimenta mal ou faz intervalos muito longos entre as refeições passa por episódios de hipoglicemia (queda nas taxas de açúcar), o que pode causar dor de cabeça. 

> Solução: em vez de só tomar café da manhã, almoçar e jantar, fracione os alimentos em seis pequenas refeições, comendo a cada três horas para manter o nível adequado de açúcar no sangue. 


3. Já no terceiro dia de dieta, estou exausta

>Se não nos cuidarmos, poderemos comprometer toda a dieta, pois dá uma moleza. E aí, você já se perguntou o por quê? Pois é, os especialista afirmam que é por  falta de ferro no cardápio. Sem ele o oxigênio não chega como deveria nas células. Daí, bate sonolência e cansaço. 

> Solução: espante a moleza comendo alimentos com ferro. Carne vermelha, folhas verde-escuras (brócolis, espinafre) e feijão carregam esse mineral, que é melhor absorvido quando consumido junto com itens ricos em vitamina C (laranja, limão). 



4. Não consigo me concentrar

> Causa: pode ser carência de vitaminas do complexo B. Reguladoras do funcionamento do sistema nervoso central, elas são essenciais para manter a memória, a concentração e o raciocínio despertos. 

> Solução: comer mais alimentos que contenham vitaminas dessa família. É fácil, já que estão presentes nos grãos integrais (arroz, trigo e aveia) e na carne vermelha. 


5. É só parar a dieta e engordo rapidamente

> Esse efeito sanfona é o principal inimigo de uma dieta. Se não nos controlar, logo ele aparece para nos frustar.  Causa: você emagrece e volta a comer como antes. 

> Solução: seu corpo precisa de 18 meses, no mínimo, para registrar o novo peso e parar de tentar resgatar os quilos perdidos. Afinal, ele não entende de estética e sim de reservas. Durante esse período – e mesmo depois –, continue praticando os novos hábitos para consolidar o processo de reeducação alimentar. Só assim vai evitar o efeito sanfona e estabelecer a sonhada paz com a balança. 


6. Sem chocolate a vida fica sem graça

>É muito difícil encontrarmos alguém que não goste de chocolate e inclusive, que ele não seja um dos culpados das escapulidinhas da sua  dieta. A sua sensação de satisfação momentânea o faz ser irresistível. Causa: a deficiência de magnésio pode interferir nos níveis do neurotransmissor dopamina e, assim, alterar o humor. E, como o chocolate é fonte desse mineral, você fica desanimada sem ele. Além disso, a guloseima tem cafeína e teobromina – uma dupla que também funciona como uma injeção de ânimo. 

> Solução: o chocolate pode continuar na sua vida em pequenas porções. Um bombom por dia mata a vontade e traz a doce sensação de conforto e disposição. Depois, reforce o magnésio comendo cereais integrais e tofu (queijo de soja). 



7. Fico deprimida

>Umas das partes chatas de uma dieta rígida. Causa: uma dieta com menos de mil calorias, por mais de cinco dias, causa mal-estar geral, fraqueza e até depressão. Por quê? É difícil consumir todos os nutrientes que você precisa, inclusive aqueles responsáveis pelo bom humor, dentro desse valor calórico. A expectativa por resultados rápidos também detona o estado emocional. 

> Solução: para perder peso sem perder saúde e disposição é preciso adequar a alimentação e o número de calorias às necessidades do seu corpo. Ser radical nessa hora sempre será prejudicial.



8. Só faço dieta se tomar remédio

>Existem pessoas que se sentem autoconfiantes ao ingerir medicamentos para emagrecer. Se sentem motivados a práticas de caminhadas e musculação.

 Causa: existe um fator psicológico que leva as pessoas a acreditar que só emagrecem com medicação. Há ainda a idéia de que é preciso passar fome para perder peso. E os inibidores de apetite entram em cena para amansar o estômago vazio. 

> Solução: não importa quantos quilos você precisa perder – a dieta não pode ter menos de 1200 calorias diárias. E o uso de remédios só deve ser feito após uma avaliação médica. 



9. Meu rendimento na academia cai

>As vezes colocamos a culpa na preguiça, entretanto a alimentação de forma errada nos deixam assim.

 Causa: você está comendo menos do que precisa – falta energia para fazer os exercícios e, depois, ajudar na recuperação dos músculos. Beber pouca água também acelera o cansaço e prejudica os resultados. 

> Solução: pequenos lanches devem ser feitos antes e após a atividade física. E mais: se você se exercita por mais de uma hora, coma uma fruta (fonte rápida de energia) no meio do treino. Quanto à água, beba pelo menos 2 litros por dia. 



10. Passo o dia pensando em comida

>Enquanto não nos acostumarmos com a nova rotina de alimentação saudável, comendo pouco, de três em três horas, a mente pensará de forma costumeira.

 Causa: pensar mais vezes em comida é um efeito comum para quem está de dieta. Mas pode se tornar idéia fixa quando o cardápio é monótono. 

> Solução: varie ao máximo as refeições. Existem inúmeras opções de frutas, verduras, legumes, grãos e laticínios bem-vindos numa dieta. Outra dica é fazer uma refeição por semana sem censura, com tudo que você gosta, vigiando apenas a quantidade.








by
(-:Gracinha de Souza:-)

domingo, 22 de janeiro de 2012

Caminhada na orla de Maceió marca luta nacional contra maus-tratos de animais



Foto (-:Gracinha de Souza:-)

A manhã nublada desse domingo (22), foi marcada com uma caminhada em defesas dos animais realizado na orla de Maceió.  A concentração da mobilização foi no antigo Alagoinhas na praia de Pajuçara que reuniu vários defensores de animais e tinha como meta parar na residência do Governador do estado, Teotônio Vilela. Na passeata estavam presentes  a Vereadora por Maceió, Heloísa Helena, a nossa blogueira Gracinha de Souza, veterinários e representantes de ONGs, NEAFRA, etc.




Ao parar na frente do prédio que reside o Governador do estado, lançaram o grito de guerra " Unidos pelos animais. Crueldade nunca mais!", além de cantar a música "Pra não dizer que não falamos das flores".  Os defensores e adeptos dos animais, usaram as suas vozes para chamar atenção. A manifestação também contou com um discurso da vereadora Heloísa Helena que na ocasião, cobrou em público do governador, uma delegacia para crimes ambientais  e contra os maus-tratos de animais.


Foto/ reprodução
site alagoas24horas.com.br

No trajeto, os carros buzinavam em apoio a causa. Durante o percurso, foram entregues panfletos que orientavam a população de como lidar em casos de flagra de maus-tratos de animal e como formalizar a denúncia para que o crime não fique impune.




" A Lilica foi atropelada por um garoto que dirigia em alta velocidade na Avenida da cidade. Ele não se importou em nenhum momento com ela que agonizava em sua dor e aos gritos foi parar do outro lado da rua, e sim, com o carro do seu pai que devido a batida, quebrou uma parte do para-choque. Após o acontecido levei ela para minha casa com ajuda de amigos e estou cuidando dela até hoje. Ela quebrou a patinha, mas já está bem! A Lilica vai morar aqui em Maceió, pois a minha sogra já a adotou. Mas, quero justiça diante do acontecido. Depois do recesso, irei procurar  os direitos e levarei o caso a frente. Eu educo os meus filhos a cuidar bem dos animais, por isso que eles sempre colocam comida para os gatos e cachorros de rua. Venho de uma família do sertão de Alagoas que lidam com os bichos diariamente. Cresci os tratando bem e, tanto eu quanto minha família ficamos indignados quando vemos alguém os maltratando. Eu vim para a caminhada quando o  veterinário que cuidou da Lilica me convidou. Mandei fazer as camisetas para o pessoal de casa. Por acaso reencontrei a Heloísa Helena. Geralmente os nossos encontros são assim. Foi assim na política e agora por uma causa nobre ". Diz a blogueira, Gracinha de Souza

De acordo com os coordenadores do movimento, a pena atual para casos de maus-tratos de animais é de três meses a um ano de detenção, mas geralmente a pena acaba sendo revertida em pagamento de cestas básicas ou prestação de serviços à comunidade.



“Muitos não sabem, mas os maus-tratos de animais é crime previsto na Lei 9.605 e com pena de três meses a um ano de prisão, mas na prática não acontece. Precisamos chamar a atenção para a causa e despertar a denúncia de crimes deste porte e a punição severa dos agressores”, destacou a coordenadora do Grupo Vida Animal de Maceió (GVAM), Luceli Mergulhão.


Enquanto o Congresso não aprova a lei que revisa as leis que tratam das punições aplicadas a pessoas que praticam maus tratos contras animais (a  qual precisa de 1,5 milhão de assinaturas em todo o país), a sociedade se mobiliza de forma organizada na intensão de conscientizar a população e autoridades para a necessidade de mudança na legislação quanto à punição para os agressores de animais. 








Confira fotos abaixo:





















Fonte: site alagoas24horas.com.br

by
(-:Gracinha de Souza:-)

sábado, 21 de janeiro de 2012

Luíza dá dicas aos estudantes que querem fazer intercâmbio no Canadá





Logo após a repercussão com o seu nome nas redes sociais, enfim, o Brasil conhece a famosa Luiza que voltou do Canadá. Com um jeito meigo, característica de sua idade, a Luiza Rabello, mostrou em entrevista para o site G1 que, diferente de milhares de brasileiros que participaram das brincadeiras com seu nome, ela tem conteúdo e estava no dito país para estudar, e em momento algum  teve pretensão de usar essa "fama"  para se promover ou barganhar  sucesso.


Assim como Luíza Rabello, muitos estudantes brasileiros escolhem o Canadá como destino de intercâmbio. Menos burocracia no processo para tirar o visto e preços menores se comparados aos Estados Unidos são alguns dos motivos que explicam a grande procura.


A estudante paraibana de 17 anos disse ao G1 que passou seis meses "maravilhosos" na cidade de Barrie, que tem cerca de 150 mil habitantes e fica a aproximadamente uma hora de viagem de Toronto, na província de Ontario. Prestes a embarcar em um voo de volta a João Pessoa, ela contou, na noite de sexta-feira (20), como decidir se mudar para o país, e deu dicas para quem está pensando em passar uma temporada por lá.

Luíza era a única integrante da família Rabello no gélido país norte-americano no dia em que seus pais e irmãos gravaram o comercial que a tornou conhecida nacionalmente. Mas não foi a primeira a conhecer o Canadá. "Meu irmão fez esse programa também, e para ele foi maravilhoso, então eu só repeti", contou a estudante e agora garota-propaganda.
Morando em uma casa de família, você vive realmente a experiência da cultura"
Luíza, que voltou do Canadá
após seis meses de intercâmbio

Embora nunca tenha experimentado a sensação de compartilhar uma residência com outros estudantes estrangeiros, a jovem recomendou a opção "homestay", em que o intercambista fica hospedado em uma casa de família durante sua estada. "Morando em uma casa de família, você vive realmente a experiência da cultura", comentou ela. "Quando fica com estudantes, geralmente é sempre intercambistas, então você não vive muito a cultura do lugar. Mas não posso falar porque não fiquei [em residência estudantil]."

A estudante afirmou ter se adaptado muito bem à família que a recebeu. "Eu tinha um 'hostfather', uma 'hostmother' e uma 'hostsister' de 15 anos. Nós éramos bem amigas", disse.

Segundo ela, a comida canadense tem "bastante fast-food", e os restaurantes chineses, muito populares em todas as regiões do país, "são maravilhosos". Dentro de casa, porém, as refeições não eram muito diferentes. "Minha 'hostmother' era colombiana, então era muita comida da Colômbia, como feijão e chilli."

Luíza não foi ao Canadá apenas para estudar inglês. Seu programa incluiu a frequência em um colégio, onde disse ter feito matérias obrigatórias do currículo brasileiro para poder concluir o segundo ano do ensino médio.
Seis meses é curtinho, mas é o tempo determinado para aprender inglês. Acho um mês muito pouco" Diz Luíza Rabello

"Minhas aulas começavam às 8h e iam até 14h25. A escola era sensacional. Eu tinha quatro matérias, tive aulas de história, inglês, matemática e biologia." A jovem afirmou que, além de estudar como aluna regular, a experiência escolar também é uma das melhores formas de se adaptar ao idioma estrangeiro. "Dá para aprender bem o inglês."

E por falar em aprender bem, outra dica da intercambista mais conhecida do Brasil é que os estudantes optem por passar temporadas mais longas no país de intercâmbio. "Seis meses é curtinho, mas é o tempo determinado para aprender inglês. Acho um mês muito pouco."


“Escolhi o Canadá porque lá é mais fácil aprender inglês em menos tempo”, justifica. “Os canadenses falam mais pausadamente, com mais clareza, não unem muito as palavras, diferentemente dos norte-americanos. Recebi esta orientação de vários professores de inglês.”


Devido o marketing usado nas redes sociais, o 'Caso Luíza' pode aumentar a procura pelo país. As empresas que vendem pacotes de intercâmbio para o Canadá torcem para que o fenômeno na internet envolvendo a jovem Luíza Rabello possa aumentar ainda mais a procura dos brasileiros pelos cursos de férias e intercâmbios no país. “Este 'caso Luíza' acaba colocando o destino em destaque nas redes sociais, que hoje em dia são a melhor forma de atingir diretamente todas as classes socioeconômicas e faixa etária”, afirmou Debora Lorenzo, gerente de produto da Central de Intercâmbio (CI) para o G1.



Para enter melhor como fazer câmbio no Canadá, segue abaixo algumas orientações:



Mapa do Canadá (Foto: Arte/G1)

Visto
Para intercâmbios de até seis meses, é possível entrar no país com visto de turismo com permissão de estudo. Este costuma ser mais barato e sair mais rápido do que os outros. Para quem vai permanecer mais tempo no país, no caso dos estudantes de high school (quando cursam parte do ensino médio), é necessário tirar o visto de estudante. Neste caso, é preciso ter uma carta de aceitação da escola canadense, documento de custódia (significa que alguém assume a guarda do adolescente durante o programa, geralmente o diretor da escola ou a família hospedeira), além de um exame médico feito pelo próprio consulado.

Também é possível solicitar o visto de entrada única ou múltipla entrada, que pode ser válido por até cinco anos, sem limite de entradas e saídas do país. Independente do tipo do visto, o ideal é que ele seja tirado via despachante, pois a documentação chega mais organizada ao consulado,


Preço
O governo canadense subsidia o estudo de estrangeiros para aumentar a procura, por isso os cursos chegam a ficar até 30% mais baratos do que os dos Estados Unidos, por exemplo.


Idiomas
No Canadá é possível estudar inglês e francês. Em regiões como Quebec, o idioma é o francês.


Cultura
Assim como o Brasil, o Canadá é um país multicultural, por isso os moradores estão acostumados com os estrangeiros e costumam ser simpáticos e receptivos. “Temos famílias que depois que hospedam brasileiros pela primeira vez não querem mais receber alunos de outros lugares. Eles se identificam com a nossa cultura, até pela questão de futebol e pegam gosto pelo abraço”, diz Debora.


Localização e turismo
O Canadá possui uma das melhores e mais famosas estações de esqui do mundo. No verão, a estação vira pista de mountain bike.

Algumas cidades canadenses, como Toronto, por exemplo, ficam próximas dos Estados Unidos. Os estudantes que optam por fazer intercâmbio no Canadá podem fazer passeios de fim de semana em cidades americanas.




Fonte: G1

by
(-:Gracinha de Souza:-)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

As mulheres dos lutadores do MMA

Nas noites de lutas, não só os lutadores ficam a frente dos holofotes, as suas mulheres também roubam a cena na semana em que o mundo do MMA volta os olhares para o Brasil, com a realização do UFC Rio. Os principais astros desse esporte apareceram com suas esposas, namoradas, companheiras, e nessa "passarela", a Joana Prado ( A Feiticeira),  apareceu linda e emocionada com a vitória do seu esposo Victor Belfort.




Confira fotos abaixo:



Casados há 8 anos, o ex-campeão do UFC Vitor Belfort e a ex-Feiticeira Joana Prado chamaram a atenção na última edição do evento, no sábado (14), quando a loira subiu no octógono logo após o triunfo do maridão. Emocionados, eles celebraram a vitória com um belo beijo, enquanto o médico do UFc procurava o lutador para reparar sua "lataria", avariada após os fortes golpes do americano Anthony Johnson.




Sem holofotes, o ex-campeão meio-pesado (93 kg) do Pride e do UFC Maurício Shogun se casou com a também curitibana Renata Ribeiro, apontada como uma das mais belas mulheres do "staff" do UFC.


Ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC, o americano Tito Ortiz está junto com Jenna Jameson desde 2006. Com a união, os pombinhos se transformaram no mais famoso casal do MMA, graças à antiga profissão de Jenna. Procure no Google que você entenderá. 



Morando nos EUA desde 2007, o astro do MMA Wanderlei Silva conta com a ajuda da mulher Tea, que é responsável por administrar a equipe Wand Fight Team nos períodos em que o atleta se prepara para algum combate.




O casal de maior destaque nos octógonos de MMA é 100% brasileiro. Cris Cyborg, atual campeã peso meio-médio (65 kg) do Strikeforce, e Evangelista Cyborg, top 5 de sua categoria no evento, compartilham do estilo agressivo que alçou a academia Chute Boxe ao sucesso.


Assim como os Cyborgs, os Coutures também se unem na hora de lutar MMA. Recém-aposentado, aos 47 anos, o lendário Randy Couture agora coordena os treinos da esposa Kim e do filho Ryan. 




Lenda viva do Kickboxing, o neozelandês Ray Sefo também se aventura no MMA, com duas vitórias e uma derrota, além, é claro, de dar atenção à bela esposa Diana.



Fonte: site R7


by
(-:Gracinha de Souza:-)

domingo, 15 de janeiro de 2012

BBB12: suposto estupro causa indignação em internautas e celebridades do Twitter




As cenas que comprovava ou não o suposto estupro de Monique e Daniel no  Big Brother Brasil 12, ganhou destaque na mídia e causou polêmica entre os internautas das redes sociais, inclusive do Twitter ficando nos trends topics desse domingo.

Foi só a paulistana falar para as suas colegas de confinamento... “O Daniel me bolinou durante a noite”,  “Deu vontade de dar um soco nele! Para se formar um ar de descontentamento temporário.”  Ainda meio confusso sobre o assunto o candidato a vilão disparou: “Pô, eu te bolinei esta noite? Mal aí.” A “nerd”, como o programa a classifica, não gostou do que ouviu. Mas, na vez a não ser desmentir sobre o ocorrido e deixar todos na dúvida do que realmente rolou debaixo do endedrom, não se falou mais no assunto na casa. Mesmo com mania de fazer extensos comentários sobre a vidas dos brother, o Bial não tocou no assunto.

Aqui fora não se fala em outra coisa na internet que não em um suposto abuso de Daniel em Monique. Após a festa, os dois dividiram a cama e o edredon. A loira aparenta estar dormindo, enquanto Daniel se movimenta de maneira suspeita. Para ela, os dois se beijaram e dormiram. Não foi o que pareceu. Nas redes sociais acusações de estupro e abuso sexual se multiplicam. Preocupado, Boninho chamou Monique ao confessionário e, assustada, ela negou que tenha havido sexo, para depois perguntar às colegas “Será?”, claramente não se lembrando do que houve na noite anterior.

Em conversa com o próprio Daniel, Monique o questionou sobre o que ocorreu de fato: “Passei a mão, dei dois beijinhos. Só isso. Aos olhos dos espectadores pareceu bem mais. A conversa foi encerrada com uma quase ameaça por parte de Daniel, uma vez que o grande fantasma de como estão sendo retratado paira sobre a cabeça dos confinados. “Se quiser te editar bem, vão te editar. Se quiser editar te sacaneando, vão editar”, disse ele. Divulgado na web à exaustão, o vídeo foi rapidamente retirado do YouTube “por conter cenas de nudez ou sexo”. Mas, esse assunto ainda deve render muitas manchetes por não estar totalmente esclarecido.




E você o que acha dessa história maquiada? 





by
(-:Gracinha de Souza:-)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Os mitos da Sexta feira 13

Foto/reprodução

Para muito hoje é um dia considerado de azar por ser a famosa  sexta-feira 13. Entre diversas superstições,  gato preto e passar por baixo de escadas, são os mais populares.  

Ainda existe os famosos filmes Sexta-Feira 13 que marcou a nova geração. Essa  longa série de filmes de terror dos Estados Unidos criada pelo diretor Sean S. Cunninghan, espalhou medo nos telespectadores de todo o mundo com o famoso mascarado, Jason. No entanto, para os supersticiosos, não é tão simples assim. O mito da sexta-feira 13 teria sua origem em duas lendas nórdicas (ou escandinavas).


Segundo pesquisas para o blog da (-:Gracinha:-), a primeira parece explicar o estigma do número 13 e conta que houve um banquete em Valhalla, o palácio para onde íam os guerreiros mortos em batalha, para o qual foram convidadas 12 divindades. Loki, o deus do fogo, talvez o mais controverso do panteão nórdico, não foi convidado e, enciumado, apareceu sem ser chamado e armou uma cilada para Baldur, o deus do Sol ou da luz, o preferido de Odin, deus dos deuses. Deste relato surgiu a idéia de que ter 13       


pessoas à mesa para um jantar era desgraça na certa.

A associação com a sexta-feira parece ter vindo da segunda lenda nórdica, que fala de Frigga ou Freya, a deusa escandinava da paixão e da fertilidade. Segundo a lenda, quando as tribos nórdicas e germânicas foram obrigadas a se converter ao cristianismo, as narrativas passaram a descrevê-la como uma bruxa, exilada no alto de uma montanha. Dizia-se, então, que, para vingar-se, ela se reunia todas as sextas-feiras com outras 11 bruxas e o demônio, num total de 13 entidades, para rogar pragas sobre os humanos. Isso era usado para incitar a raiva e a animosidade das pessoas contra Frigga, embora nem sequer existissem figuras malignas como o diabo nessas culturas. 

Como a sexta-feira era um dia consagrado à deusa Frigga ou Freya (cujo nome deu origem ao nome do dia da semana nas línguas anglo-saxônicas) e, portanto, ao feminino, o advento do patriarcado judaico-cristão fez com que esse dia fosse o escolhido para ser amaldiçoado, como tudo o que dizia respeito às mulheres, como a menstruação, as formas arredondadas, a magia, o humor cíclico, o pensamento não-linear, etc.

Estas lendas, embora muito anteriores, parecem ter sido consolidadas ou associadas ao relato bíblico da última ceia, em que havia 13 à mesa, às vésperas da crucificação de Jesus, que ocorreu em uma sexta-feira. O 13º convidado teria sido o traidor causador da morte de Jesus, Judas Iscariotes, exatamente como Loki foi o causador da morte do filho de Odin, por meio de uma cilada.

Lendas à parte, o fato é que, muitas pessoas, supersticiosas, evitam viajar em sexta-feira 13; a numeração dos camarotes de teatro omite, por vezes, o 13; em alguns hotéis não há o quarto de número 13, que é substituído pelo 12-a; muitos prédios pulam do 12º para o 14º andar, temendo que o 13º traga azar. Há pessoas que pensam que participar de um jantar com 13 pessoas traz má sorte, porque uma delas morrerá no período de um ano. A sexta-feira 13 é, enfim, considerada um dia de azar e toma-se muito cuidado quanto às atividades planejadas para este dia. 

Enquanto isso, na Índia, o 13 é um número religioso muito apreciado e os pagodes hindus apresentam normalmente 13 estátuas de Buda. Na China, é comum os dísticos místicos dos templos serem encabeçados pelo número 13. Também os mexicanos primitivos consideravam o número 13 como algo santo e adoravam, por exemplo, 13 cabras sagradas. 

O que então faz a diferença? O que faz com que o número 13 e a sexta-feira sejam positivos para alguns e negativos para outros, e ainda neutros para outros?

Mais uma vez é tudo uma questão de sintonia. Somos o que pensamos, transformamo-nos naquilo em que acreditamos, vivemos naquilo em que criamos para nós mesmos. 

 E a cada sexta-feira 13 que aparece no calendário ele se torna um pouco maior, e mais forte, alimentado por supersticiosos que insistem em continuar repetindo mecanicamente manias dos seus antepassados.

A sexta-feira e o 13, juntos ou separados, na verdade, nada podem. Eles mesmos não têm poder algum. São inofensivos como qualquer data do calendário. O poder está em quem acredita que eles têm poder. O poder, para o bem ou para o mal, está em que acredita que eles podem criar, gerar ou fazer o bem ou o mal.  Não é, portanto, a sexta-feira 13 que traz azar, mas o supersticioso que vai buscá-lo toda sexta-feira 13, com os seus pensamentos, o seu medo, a sua própria angústia e falta de confiança. Ou até mesmo, por força de uma mídia que incentiva essa propagação milenar.

O problema é que há tanta gente adepta do dito popular que, sempre que aparece uma sexta-feira 13, o ambiente fica mais pesado, por causa das emanações das pessoas que, "só por precaução", ficam ligadas, procurando "sinais" de azar, tentando passar ilesas pelo dia que dizem que pode ser amaldiçoado. E aí, fica parecendo que a superstição tem algum fundamento...


E você, acredita que o sexta feira 13 é amaldiçoada?



by
(-:Gracinha de Souza:-)

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

O que causa a homossexualidade?

Em conversas com amigos é bastante comum ouvir alguém perguntar: "Você sabe o que causa a homossexualidade?"



Mas, estranhamente que nunca ninguém pergunta o que causa a heterossexualidade, estranho não? Esse fato revela algo: que o desejo hetero é considerado normal, natural, enquanto que o comportamento homossexual precisa de uma causa especial, uma justificativa, um estopim anti-natural.

Leões em uma relação homossexual
foto/reprodução


O primeiro nível de determinação do comportamento filogenético, logo contraria essa tese, pois há uma enormidade de animais que apresentam relações macho-macho e fêmea-fêmea. Exemplo claro seria o rei das selvas, o Leão. Sendo assim, não temos como dizer que relações entre o mesmo sexo são algo que contrariam a Natureza.

Leões em uma relação homossexual
foto/reprodução

Na antiguidade, ninguém saía dizendo por aí que fulano era gay, mesmo que fosse. Por milhares de anos, o amor entre iguais era tão comum que não existia nem o conceito de homossexualidade.



A união civil entre pessoas do mesmo sexo pode parecer algo bastante recente, coisa de gente moderna. Segundo pesquisas para o blog da (-:Gracinha:-), apenas em 1989 a Dinamarca abraçou a causa, sendo o primeiro país a legalizar o casamento entre o ser humano do mesmo sexo. Hoje, o casamento gay está amparado na lei de 21 nações. Essa marcha, porém, de nova não tem nada, a não ser o preconceito de boa parte de uma sociedade que julga errado esse comportamento.



Se a hipótese filogenética estiver mesmo correta, isto é, se há uma determinação evolutiva para as homossexualidades, então comportamentos sexuais entre macho-macho e fêmea-fêmea serão sempre uma constante em todas as sociedades, épocas e lugares. Estaríamos lidando com um fato natural, no sentido biológico do termo, para o qual a sociedade dos tempos modernos precisam se preparar melhor e aceitar as condições sexuais dos outros.




Diversas são as teorias e os modelos que procuram explicar a causa, ou a origem, da orientação sexual, seja ela de caráter hetero, homo ou bissexual. Nesse leque de hipóteses somos confrontados com explicações neurológicas, bio-genéticas, psicológicas e sócio-culturais. Qual será a mais correta? Essa resposta é difícil de se responder uma vez que ainda permanece um mistério para a própria ciência. Para entendermos melhor vejamos algumas questões levantadas.





O Reino Animal


No reino animal, a zoologia começa por contrariar, radicalmente, a ideia da Homossexualidade como Anti-Natura uma vez que existem diversas observações de animais que mantém relações homossexuais com elementos da mesma espécie, comportamento este observado em cerca de 1.500 espécies (onde se incluem mamíferos, peixes, aves e vermes). Entre estas espécies podemos encontrar os bonobos, espécie que partilha cerca de 99% do nosso património genético, que apresenta, maioritariamente, um comportamento bissexual, utilizando o sexo para reduzir a agressividade e resolver conflitos.



Numa primeira análise, o sexo homossexual pode parecer ilógico em termos evolutivos uma vez que nos referimos a um gasto de energia num comportamento que não leva à reprodução e à propagação da espécie. Assim, a homossexualidade não teria razões para existir.




Segundo pesquisadores, ao longo dos anos, investigações na área do comportamento sexual foram reunindo um aglomerado de explicações para este tipo de conduta. Entre os animais, alguns utilizam o recurso para fortalecer alianças, por exemplo. Há também casos em que sexo entre machos reforça a dominação e situações em que sexo entre fêmeas cria vínculos que ajudam a criar as crias. Entre os animais, a homossexualidade ocasional, portanto, traz vantagens evolutivas.



Nathan Bailey e Marlene Zuk, da Universidade da Califórnia em Riverside, observaram o comportamento das fêmeas do albatroz-de-laysan (Phoebastria immutabilis), do Havaí. A investigação concluiu que estas aves uniam-se em relações / casais homossexuais, que se mantinham, por vezes, durante todo o ciclo de vida, com o objectivo de criar as crias, especialmente quando se observava escassez de machos. Até um terço dos casais da espécie são formados por fêmeas. O resultado é que elas têm mais sucesso do que fêmeas "solteiras" na criação dos filhotes. O comportamento homossexual, portanto, muda a dinâmica da população --e pode ter consequências evolutivas importantes.





O caso do homem



Em paralelismo com o comportamento animal (como em quase tudo o que nos rodeia) existem teorias no âmbito da psicologia evolucionista que explicam o comportamento homossexual tanto feminino como masculino.




Assim, no caso das mulheres, a homossexualidade é encarada como um possível ajuste emocional entre parceiras em prol da união entre as progenitoras, cuidadoras do lar, contra a exclusão e opressão por parte dos homens. No caso da homossexualidade masculina, está poderia ser encarada como um recurso emocional para aumentar a união entre caçadores e guerreiros nas épocas primitivas. 




Dr. Sigmund Freud, o aclamado Pai da Psicanálise, corroborou, de alguma forma tal teoria, ao defender que o ser humano nasce, invariavelmente, com uma predisposição à bissexualidade, ou seja, encontramo-nos naturalmente predispostos relacionarmo-nos tanto com pessoas do mesmo sexo quanto com pessoas do sexo oposto. Devido a questões reprodutivas, a sociedade incentiva mais a relação heterossexual, sendo o Homem, desde a sua terna infância, incentivado a manter comportamentos heterossexuais. Contudo, esse incentivo, segundo S. Freud, não é suficiente para aniquilar a nossa predisposição à bissexualidade, sendo que tal capacidade homoafetiva permanece passível de se desenvolver a qualquer momento.Concluí-se, assim, que o comportamento homo, hetero e bissexual esteve sempre presente na evolução humana e no comportamento animal, continuando a ser uma constante seja qual for a sociedade, a época e o local.



by

(-:Gracinha de Souza:-)

50 Cent publica imagens polêmicas no Twitter



Foto/ reprodução 


50 Cent, 36, publicou imagens polêmicas no site de relacionamentos Twitter sobre a sua situação financeira.  O rapper americano aparece em um quarto de hotel de Las Vegas ao lado de um amigo e segurando com uma enorme quantidade de dinheiro. O amigo do rapper foi identificado como o boxeador Floyd Mayweather pelo site inglês "Daily Mail". 


Foto/reprodução


"Eu pensava que um dia eu poderia ganhar muito dinheiro." ""Então fiquei louco porque descobri que alguns idiotas me odeiam. Então, entrei para a gangue Equipe do dinheiro!"".  escreveu no microblog

Não se sabe ao certo o que levou o 50 Cent a essa afirmação. Mas, o Jay-Z que ele declara inimigo, é considerado o rapper que mais faturou, US$37 milhões. E o 50 Cent ficou na 18º colocação com apenas US$6 milhões. (Clique Aqui)




Mas, as polêmicas causadas pelo 50 Cent na rede social não parou por aí. Disposto a causar ainda mais, provocou a ira do seu maior inimigo no  cenário musical ao publicar  uma foto montagem da filha  de Jay-Z com a cantora Beyoncé utilizando o seu rosto. 



Foto/reprodução


by
(-:Gracinha de Souza:-)

Túlio Maravilha chega a Alagoas para reforçar equipe do CSE



Túlio Maravilha chega a Alagoas para reforçar equipe do CSE 

O atacante Túlio Maravilha, 42 anos de idade, já tem uma nova camisa para vestir nos próximos três meses. Na busca pelo milésimo gol da carreira (tem 975, segundo suas contas), Túlio vai disputar o Campeonato Alagoano pela equipe do CSE, clube de Palmeira dos Índios, cidade a 125 km da capital Maceió. O atacante foi recebido com festa ainda no aeroporto, deu uma entrevista coletiva, e depois partiu para ser apresentado na cidade de origem do CSE.



- Estou muito feliz, tive uma recepção muito calorosa. Foi a primeira vez que um atleta de alto nível deu entrevista no aeroporto de Maceió. Usei a mesma sala que a presidente Dilma Rousseff e Lula usaram quando estiveram aqui. Fui muito bem recebido, muitos botafoguenses, inclusive o presidente do CSE, Antônio Oliveira, que é alvinegro. Ele é também radialista, da Rádio Difusora de Palmeira dos Índios. Pela primeira vez um presidente terá o prazer de narrar um gol meu - contou, por telefone, um entusiasmado Túlio Maravilha.



A intenção de Túlio é fazer sua estreia já neste domingo, na rodada de abertura do Campeonato Alagoano, quando o CSE encara o Coruripe, em Palmeira dos Índios. Para isso, entretanto, é preciso que sua inscrição esteja regularizada na CBF. O contrato de três meses de duração deve abranger 18 jogos oficiais, mais eventuais amistosos.



- O contrato pega os dois turnos do Alagoano. Se formos para as finais, e se Deus quiser vamos, a gente conversa - acrescentou o atacante, lembrando que tem a missão de ajudar o CSE a conquistar seu primeiro estadual na história.



Túlio, que já foi vereador em Goiânia, não esqueceu de fazer o meio-campo com os políticos locais na chegada a Alagoas. O atacante ressalta que recebeu um telefonema de felicitações do governador Teotônio Vilela Filho e fará uma homenagem ao prefeito de Palmeira dos Índios na primeira vez que marcar.



- O primeiro gol já tem nome: James Ribeiro, que é o prefeito de Palmeira dos Índios. Cada gol meu ele vai ganhar mais 20 votos - brincou Túlio.



Por fim, Túlio garantiu não haver problema em defender um clube com uniforme e escudo inspirados no Fluminense.



- É tranquilo, já joguei no Fluminense em 1999, sem problema. O Túlio Maravilha na verdade é do Brasil. Mas é claro que todos sabem que sou botafoguense - finalizou.



Segundo suas contas, Túlio tem 975 gols na carreira. A intenção do atacante é chegar à marca de 993 para, então, retornar ao Botafogo, clube com o qual tem maior identificação e pelo qual obteve maior sucesso. Há um acordo com a diretoria do Glorioso para que os sete gols que completariam 1.000 sejam marcados com a camisa alvinegra.

Fonte: Globo Esporte



by
(-:Grainha de Souza:-)

Alunos de escola de AL são finalistas em festival nacional de cinema




Tomando como ponto de partida a sociedade brasileira e seus problemas, um curta-metragem produzido por alunos de uma escola de São Miguel dos Campos está classificado para a final de um festival nacional de cinema. O curta “O Cidadão de Papel”, baseado em um livro com o mesmo nome, concorre com outros nove no 2° Festival de Literatura em Vídeo.

Após as etapas eliminatórias, foram selecionados 10 vídeos para votação através da internet. "O Cidadão de Papel" é o representante de Alagoas e do Nordeste no festival.

Essa não é a primeira vez que os alunos da Escola Conceição Lyra, de São Miguel dos Campos, chegam à final do concurso. No ano passado outro curta-metragem produzido por eles, intitulado “Meninas da Noite”, foi para as finais do mesmo festival.

O professor Salomão D’Luna, que dirige o filme e dá aulas de artes cênicas na escola, explica que para participar do festival foi necessário apresentar um curta-metragem de até cinco minutos com base em algum livro das editoras Ática e Scipione. Os melhores foram selecionados e passaram por nova seleção, até chegar aos 10 finalistas nacionais.

“Diferentemente do ano passado, em que concorremos com um curta que abordava a prostituição infantil, neste ano fizemos um trabalho musical que trata das mazelas sociais comuns em todas as regiões do Brasil. Os alunos envolvidos no projeto têm entre 11 e 15 anos e ajudaram desde a produção até na própria composição do elenco”, explica.

A escolha do projeto vencedor será feita através do júri técnico e de voto popular pela internet, até o dia 20 deste mês. A premiação acontece em São Paulo, em fevereiro.


Confira vídeo e vote: Aqui


Fonte: site tudonahora.com.br


by
(-:Gracinha de Souza:-)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Bumbum de Juju Salimeni estampa capa de 'Playboy' Argentina


A fama de um  corpo perfeito faz da Juju Salimeni ser sucesso entre os brasileiros, e agora, entre os argentinos. Com um corpo capaz de atrair olhares em qualquer lugar, a ex panicat do Pânico da Tv, estampou a capa da playboy dos los hermanos com um detalhe curioso, apenas o seu famoso bumbum.   A foto do novo ensaio da revista foi postada pela loira em seu twitter.


by
(-;Gracinha de Souza:-)

Jogador brasileiro, morto em acidente de carro, fez trabalho inédito como modelo


A morte do jogador Paulo Rodrigues da Silva, que faleceu após um acidente de carro há uma semana, chocou a população da República Tcheca, mas ajudou a divulgar um lado desconhecido do atleta: a vida de modelo. O site ISport.cz divulgou fotos inéditas do brasileiro nu, ao lado de três belas modelos louras.


Segundo o empresário Jaromir Pavlik, O jogador de 25 anos, que atuava pelo FK Pribram, ganhava a vida posando para compor o salário mensal recebido pelo clube.


– O objetivo dele sempre foi se tornar um jogador profissional, e ele conseguiu. Ser modelo era seu passatempo e uma forma de compor a renda mensal. Ele começou a fazer alguns trabalhos e tinha tudo para fazer sucesso – disse Pavlik.


O jogador não demonstrou nenhuma timidez ao fazer o ensaio e até retirou suas tranças, sua marca registrada, para dar um visual mais black para as fotos.


– No dia, ele ficou super tranquilo. Mostrou seu lado exibicionista, estava muito feliz e “contaminou” à todos o seu ótimo humor. Ele queria ser visto e conhecido também nesse mundo. É a última homenagem que posso fazer à ele – afirmou o empresário.


O corpo de Paulo Rodrigues chegará ao Brasil ainda nesta semana. O funeral acontecerá na cidade natal do jogador, que era paraense. No dia 2 de janeiro, o atleta dirigia seu carro em uma rodovia molhada, quando o veículo derrapou e se chocou em uma árvore. Com a violência do choque, o carro se partiu em dois. Ele não tinha filhos e deixou apenas uma namorada, que morava com ele na República Tcheca.



Fonte: site globo.com


by
(-:Gracinha de Souza:-)