domingo, 1 de maio de 2011

A filha do pagador da Promessa

Por volta das 01:30 da madrugada de hoje, estava dando uma última olhada no blog para me recolher, quando me deparei com um comentário que chamou a minha atenção. Era um comentário curto, mas que nele sentia-se a emoção de quem escreveu. A autora era a filha do pagador de promessa que, emocionada por ver as lembranças esquecidas sobre seu pai publicadas, resolveu nos ajudar:

Cara Adriana, muito obrigada por fazer desta história uma verdade autorizada e por mandar as fotos onde só agora a sociedade poderá conhecê-lo.

João de Mércia


Retomando a história para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de acompanhar, quando voltei a São José da Tapera para subir mais uma vez a serra do cruzeiro como faço tradicionalmente na semana santa ha mais de 17 anos, veio a vontade de esplanar sobre a origem de sua história. Conversando com algumas pessoas que viveram a mesma época que o pai de Adriana foi possível saber algo mais, porém, foi um tanto quanto difícil, pois muitos não queriam tocar no assunto. Outros falaram na condição de eu não relatar os seus nomes.


Essa matéria foi de uma importância cultural para mim como futura jornalista pois me deu uma sensação de dever cumprido. É como se eu tivesse devolvido a verdadeira história para os nossos conterrâneos que até então, eram alheios da informação.
Acredito que nessa matéria sobre João de Mércia, o pai de Adriana, também foi importante para o contexto histórico de São José da Tapera, porque só agora muitos saberão como tudo começou. Todos ficarão a par do que de fato aconteceu e saberão que não foi apenas "causos" como se chamava na época, e sim, uma realidade adormecida, omitida talvez.

Pois é querida Adriana, eu sinceramente não esperava um comentário seu. Fiquei surpresa e lisonjeada. Ser a responsável por suas lágrimas me deixou feliz, pois isso prova o quanto fomos cautelosos em relatar um assunto tão delicado. O tempo se encarregou de curar as mágoas e fazer dos sentimentos bons um passaporte para a felicidade de ser filha do pagador da promessa. O João de Mércia, professor e advogado que com seu intelecto marcou a história política de São José da Tapera, uma terra marcada pelos poderosos que a sangue frio exterminam os que de voz ativa ameaçam os seus "tronos". Pelo poder essa gente é capaz de tudo, inclusive de comprar e vender a sua própria honra. Uma honra adquirida com sangue do passado. São ossos do ofício, uma tradição passada de pais para filhos onde a nova geração de certa forma é vítima, vítima da omissão e da posse dessa mesma "glória".



Para a minha surpresa, verificando os antigos arquivos do Blog, encontrei uma matéria feita em maio do ano passado, sobre o projeto Escola Campeã, a qual, Adriana era coordenadora e eu a entrevistei. Confira no link abaixo:




Confira também no link abaixo a primeira matéria. Serra do Cruzeiro: A verdade por trás da história.






by
(-:Gracinha de Souza:-)

2 comentários:

jtsa71 disse...

Sra. Gracinha
Quero agradecer o espaço destinado por você no sentido de honrar a memória de meu Tio João. O Massacre de São José de Tapera, o qual covardemente ceifou a vida de meu amado Tio João ainda é motivo de dor em toda nossa família. Os Afonsos não esqueceram a covardia perpetrada pelos autores intelectuais e materiais dos homicídios daquela época, mas depositaram em Deus a espera pela Justiça suprema. " A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória." Que Deus te abençoe e te proteja, e que as vozes da verdade em ti não seja calada pelo temor. Te desejo um futuro profissional impar e que a coragem e benção de Deus esteja ao teu lado em toda a tua vida.
Cordialmente.
João Tércio Silva Afonso
Brasília/São José de Tapera.

Gracinha Radialista - Estudante de Jornalismo. disse...

Caro João Tércio, agradeço imensamente suas palavras e as felicitações pela proteção divina.

Que Deus nos possa permitir sempre explorar os universos das verdades ocultas em nossa história.


Atenciosamente


(-:Gracinha de Souza:-)